Professor Rafael Siqueira, Advogado

Professor Rafael Siqueira

(24)Rio de Janeiro (RJ)
560seguidores26seguindo
ENTRAR EM CONTATO

Sobre mim

" A palavra é o instrumento irresistível da conquista da liberdade" Ruy Barbosa.


Rafael Siqueira é Advogado desde 2014.


Mestrando em Direito Constitucional.


Possui 2 Pós graduações, sendo uma em Direito Processual Civil e outra em Direito Constitucional.


Palestrante, Professor Universitário na Universidade Estácio de Sá, concursos públicos, mentor e Coach profissional voltado para o Exame da OAB.


Atualmente o escritório Rafael Siqueira é atuante nos ramos do direito público: direito tributário, administrativo e previdenciário, bem como, atuante nos ramos de direito privado: cível, família, responsabilidade civil e consumidor, buscando atender as expectativas dos seus clientes nas demandas litigiosas, no âmbito jurisdicional ou administrativo.


Atuamos também em consultoria jurídica para as empresas, prestando um serviço preventivo.


Telefone:


(21) 97886-1119.

Principais áreas de atuação

Direito Civil, 33%

É o principal ramo do direito privado. Trata-se do conjunto de normas (regras e princípios) que r...

Direito do Consumidor, 25%

É um ramo do direito que lida com conflitos de consumo e com a defesa dos direitos dos consumidor...

Direito de Família, 25%

É o ramo do direito que contém normas jurídicas relacionadas com a estrutura, organização e prote...

Direito Administrativo, 16%

É um ramo autônomo do direito público interno que se concentra no estudo da Administração Pública...

Correspondência Jurídica

Serviços prestados
Andamentos
Audiências
Conciliação
Acompanhamentos
Sustentações orais

Primeira Impressão

(24)
(24)

24 avaliações ao primeiro contato

Mais avaliações

Comentários

(2)
Professor Rafael Siqueira, Advogado
Professor Rafael Siqueira
Comentário · há 6 anos
bom dia,

com o advento do
novo CPC, a competência não é mais dirigida EXMO SR. DR. o termo técnico correto é o DOUTO JUÍZO DE DIREITO DA VARA CÍVEL (VAMILIA, FAZENDA PÚBLICA, ETC).

Na qualificação das partes, tem de incluir se a pessoa possui ou não união estável, bem como, o endereço eletrônico.

A petição inicial deverá vir acompanhada de procuração, que conterá os endereços do advogado, eletrônico e não eletrônico, conforme o 287 NCPC.

No rito ordinário, terá de especificar se possui interesse na realização de audiência de conciliação ou de mediação,

quanto aos pedidos, há de ser certo , determinado, claro e coerente, contudo há exceções, ou seja, o NCPC permite o pedido genérico artigo 334§ 1o.

Quanto ao valor da causa, o NCPC, toda causa será atribuído valor certo, ainda que não tenha conteúdo econômico imediatamente aferível, logo , o valor da causa deve ser certo e fixado em moeda corrente nacional.

Recomendações

(312)

Perfis que segue

(26)
Carregando

Seguidores

(560)
Carregando

Tópicos de interesse

(29)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros advogados em Rio de Janeiro (RJ)

Carregando

Professor Rafael Siqueira

Entrar em contato